29/02/20 - Servidores aprovam proposta do prefeito de 4,31%, mas professores, não  

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mamborê (Sismmam) realizou duas assembleias na noite de sexta-feira (28), na sede do mesmo. Participaram Marilda Aparecida da Silva, presidente do Sismmam; Edilson Lima Glovienka, presidente da Aresmum; Silvia Adriana Ferrari Barbosa, advogada do Sismmam; vereadores: Jairo Silveira de Arruda, José Corchak e Juvelino da Costa Guerra. Na Assembleia Geral Ordinária, houve a prestação de contas do Sismmam e Aresmum, referente ao exercício 2019, com aprovação pela maioria. Em seguida, teve início a Assembleia Geral Extraordinária, para apresentação, discussão e aprovação da pauta de reivindicações dos servidores do município de Mamborê, à Administração Municipal. Esta assembleia não foi encerrada, pois haverá uma rodada de negociações com o Poder Executivo, uma vez que os servidores da área da Educação não aceitaram o percentual de reajuste proposto.

Servidores (geral)

A Administração Pública encaminhou uma proposta ao Sismmam para reajustar os salários dos servidores em 4,31%, que é o

  percentual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) durante doze meses. Este percentual seria aplicado, de maneira retroativa, aos salários já pagos de janeiro e fevereiro. A proposta também fixa o reajuste anual, no início de todos os anos, tendo como base o acumulado do ano do IPCA. Desta forma, no início de janeiro de 2021, o reajuste aconteceria de maneira automática, sem necessidade de acordo entre as partes. O vale alimentação seria elevado para R$ 200,00. A proposta do prefeito Ricardo Radomski foi aprovada pelos servidores.

Servidores (professores)

Há um plano de carreira dos servidores da área da Educação municipal de Mamborê, desde 2012, o qual prevê que o reajuste anual deve ser com base no mesmo percentual do piso nacional da categoria. Todos os anos houve este repasse. Neste ano, o percentual do piso nacional é de 12,84%. A proposta da Administração é conceder o mesmo acréscimo concedidos aos demais servidores: 4,31%. A Comissão do Plano de Carreira e outros professores presentes na assembleia não aceitaram. A presidente do Sismmam, Marilda Aparecida da Silva, sugeriu uma rodada de conversa entre o prefeito e o Sismmam, com presença da Comissão do Plano de Carreira. Houve a aceitação de todos e a Assembleia Extraordinária foi suspensa, devendo ser retomada após a conversa com o prefeito e equipe da Administração.

 
Recepção   Marilda Ap. da Silva, presidente do Sismmam
 
Silvia Ferrari, advogada   Edilson Lima Glovienka
 
Prestação de contas - 2019    
 
    Votação para aprovação das contas
 
 
Contagem dos votos